Deep Sea Chronograph Cermet: vintage vanguardista

06/07/2015 Comentar
DN_JLC_Cermet

Quando a Jaeger-LeCoultre reintroduziu os lendários modelos Deep Sea na sua coleção, o sucesso foi instantâneo: a história mesclava-se com nostálgicos elementos de estilo num embrulho tecnologicamente contemporâneo. Após as reedições, vieram as variantes e, com o Deep Sea Chronograph Cermet, a Grande Maison foi mais longe ao utilizar uma matéria resolutamente vanguardista: uma liga de cerâmica e metal.

ET51_EF_JLC_soldad© Jaeger-LeCoultre

Estilo aventureiro

É um relógio de aventura de construção moderna e estilo rétro: um modelo de mergulho dotado de um movimento cronográfico inserido numa caixa com 44 mm de diâmetro e estanque a 100 metros de profundidade. O look fica completo com a luneta rotativa unidirecional e uma bracelete em tela técnica.

A fórmula Cermet

Na simbiose entre o antigo e o novo, sobressai, em combinação com o titânio, o material da caixa — designado Cermet, porque consiste numa liga ultrarresistente e ultraleve em que o alumínio é combinado com partículas de cerâmica e depois coberto com uma camada protetora de 40 mícrones de cerâmica. O acabamento mate contribui para o visual emblemático do conjunto.

O Deep Sea Chronograph Cermet é alimentado pelo Calibre 758, um movimento cronográfico integrado de manufatura com roda de colunas e 65 horas de reserva de corda. Uma pequena janela redonda no mostrador permite ao mergulhador aferir se as funções do cronógrafo estão paradas (branco), em pausa (branco e vermelho) ou em funcionamento (vermelho).

Descubra no site da Espiral do Tempo mais informação e imagens do 

Jaeger-LeCoultre Deep Sea Chronograph Cermet