Geophysic 1958: tributo científico

16/09/2015 Comentar
Jaeger-LeCoultre Geophysic 1958

Criado para comemorar o Ano Internacional da Geofísica, o Geophysic foi reeditado pela Jaeger-LeCoultre em moldes muito próximos do original de 1958. O original tornou-se célebre ao ser adotado por exploradores e cientistas, graças à fiabilidade perante mudanças de temperatura e de campos magnéticos.

 

Dicotomia e performance
O Geophysic 1958 tem uma discreta aparência clássica e rétro, mas caraterísticas militares e científicas fazem dele um instrumento de alto rendimento: caixa interior em aço antimagnético, movimento de grande precisão, resistência aos choques e impermeabilidade até 100 metros de profundidade.

Trio de versões
O original media 35 mm de diâmetro, tinha dois mostradores, que foram reeditados em três versões limitadas com 38,5 mm: em aço (800 exemplares) e ouro (300,) com uma cruz ao centro e algarismos — 12-3-6-9 — aplicados; em platina (58) sem a cruz e numerais 12 e 6 aplicados. De notar os pontos luminescentes das horas no perímetro interior do mostrador, apenas visíveis de lado. No verso, a gravação do símbolo Geophysic.

Motorização especial
O interior torna o Geophysic 1958 ainda mais especial: o movimento JLC 898/1, baseado na última evolução do calibre automático da JLC. Inclui rolamentos de esferas em cerâmica para o rotor, balanço com ajuste micrométrico e Kif Parechoc para absorver impactos. Foi submetido a um controlo de 1000 horas de testes para uma precisão final superior à exigida pelo COSC (Contrôle Officiel Suisse des Chronomètres).

Descubra mais informação e imagens do Jaeger-LeCoultre Geophysic 1958 no site da Espiral do Tempo