Grand Prix d’Horlogerie de Genève 2015: grito de independência

12/11/2015 Comentar

A cerimónia do  Grand Prix d’Horlogerie de Genève (GPHG) 2015 teve lugar num Grand Théâtre de Genève muito bem frequentado e que esgotou a sua lotação; a cada ano que passa, o certame redobra de importância e torna-se mais global — mas falta a participação de algumas marcas. E os vencedores foram…

De todas as iniciativas que destacam os melhores exemplares relojoeiros de cada ano, o Grand Prix d’Horlogerie de Genève é, sem dúvida, aquela que mais impacto provoca — não só pelo peso institucional que ganhou ao longo dos anos e pela exibição itinerante dos relógios pré-selecionados, mas também pelo evento de grande prestígio realizado no Grand Thèâtre de Genève.

É claramente a referência maior de todos os concursos anuais, embora seja uma pena que… não seja um certame propriamente aberto a todos: é preciso que as marcas inscrevam os relógios que desejem ver submetidos a escrutínio e várias manufaturas de relevo optam mesmo por não participar; apesar disso, a cerimónia cheia de pompa e circunstância do Grand Prix d’Horlogerie de Genève continua a ser encarada como a verdadeira cerimónia dos Óscares da Relojoaria. E o local onde os insiders da indústria relojoeira têm de marcar presença. A Espiral do Tempo esteve lá, para contar como foi.

Leia a reportagem completa no site da Espiral do Tempo.

Tags :