SalonQP: sétima maravilha

01/12/2015 Comentar
SalonQP

A sétima edição daquele que se tornou no mais relevante certame relojoeiro do Reino Unido bateu vários recordes – e confirmou uma vez mais ser uma exposição a não perder pelos aficionados. Vale a pena passar três dias de novembro na Saatchi Gallery porque, de certa maneira, o SalonQP até consegue ser melhor do que os incontornáveis Baselworld e SIHH. Porquê? Aqui fica a nossa reportagem.

 

Não há dúvida sobre quais são os mais importantes eventos mundiais da indústria relojoeira – Baselworld (no mês de março, em Basileia) e o Salão Internacional da Alta-Relojoaria (no mês de janeiro, em Genebra). Mas Baselword, com as suas centenas de marcas distribuídas por enormes pavilhões, é uma autêntica Babilónia, ao passo que o SIHH, que em 2016 passará para um pouco mais de uma vintena de marcas, é muito exclusivo e de acesso vedado ao público. Face a esses condicionalismos, o SalonQP de Londres acaba por ser o melhor para os aficionados e talvez mesmo para a imprensa especializada: tem uma dimensão mais humana, realiza-se num prestigiado cenário de uma grande metrópole e permite um contacto mais direto com as marcas, os seus produtos e os seus responsáveis.

A partir do momento em que o SalonQP passou a realizar-se na famosa Saatchi Gallery, os auspícios não poderiam ser melhores e foi a partir da terceira edição que o evento descolou em termos qualitativos – é que o nome Saatchi é uma adaptação da palavra turca ‘saatçi’… que significa ‘relojoeiro’! E trata-se de um certame que promove fortemente a cultura relojoeira a par da vocação comercial inerente à presença das marcas expositoras; há exibições (este ano foram três: uma com os relógios laureados no Grand Prix d’Horlogerie de Genève, outra sobre relógios-jóia, outra sobre cronógrafos relevantes da história) e seminários para todos os gostos.

A aderência dos visitantes aumentou 23% relativamente a 2014. Só em espaços de convívio, a escolha era muita: no Harrods Lounge Café & Bar havia também uma exposição com alguns dos melhores relógios das melhores marcas presentes na secção relojoeira da famosa department store de Knightsbridge.

Leia a reportagem completa no site da Espiral do Tempo.