Reógios de piloto: companheiros de bordo

11/02/2016 Comentar
DN_IWC_Pilot'sWatch

A IWC escolheu 2016 para afinar a sua conhecida linha de relógios de piloto precisamente no ano em que celebra o 40º aniversário do seu primeiro exemplar dedicado à aviação. Do enorme Big Pilot Heritage com 55 milímetros de diâmetro ao Pilot’s Watch Automatic com apenas 36 milímetros, a marca de Schaffhausen apresentou versões de todos os tamanhos para todos os gostos no recente Salão Internacional da Alta Relojoaria.

 

A International Watch Company – sucintamente conhecida no mundo da relojoaria através da sigla IWC – tem por hábito renovar ciclicamente as suas coleções e apresentar anualmente as novidades no Salão Internacional da Alta Relojoaria. Depois do Da Vinci, do Ingenieur, do Portofino e do Aquatimer, já seria de esperar que 2016 teria de ser o ano do Pilot… até porque se cumprem 40 anos sobre o lançamento do primeiro modelo da marca elaborado a pensar na aviação.

E, como não podia deixar de ser, o espaço da marca de Schaffhausen no Palexpo estava decorado de modo condizente com a temática dominante – com um Spitfire, o famoso avião de caça britânico da Segunda Guerra Mundial, a dominar por completo a entrada e uma sala interior a replicar as messes dos oficiais.

A nova coleção foi pensada para afinar pormenores em modelos existentes, desde detalhes nos mostradores até às correias, e lançar também um conjunto de novas versões. No cômputo geral e tendo em conta um total que ultrapassa as 20 referências, a oferta diversificou-se e passou a incluir também modelos de dimensões mais reduzidos sem os considerar ‘de senhora’ – afinal de contas, a IWC faz gala em reafirmar a sua vocação masculina na estratégia de comunicação e há que contar com a maior pequenez de pulso da clientela asiática. Por isso, talvez a maior surpresa tenha sido o lançamento do Pilot’s Watch Automatic com 36 milímetros… quando, historicamente, os relógios de aviador até são de consideráveis dimensões.

No extremo oposto está uma nova variante do Big Pilot’s Watch, que desde 1940 se apresentava como o maior relógio jamais concebido pela IWC – o Big Pilot’s Heritage ostenta um diâmetro colossal de 55 milímetros e será sobretudo uma peça de coleção, sendo também apresentado numa versão mais ‘usável’ de 48 milímetros. Vários dos relógios de aviador concebidos para as forças aéreas na Segunda Guerra Mundial apresentavam enormes dimensões mas não eram destinados para os pilotos propriamente ditos e nem sequer idealizados para o pulso – eram mais instrumentos de observação muito precisos que se apertavam sobre a perna dos elementos da tripulação que efetuavam os bombardeamentos.

Descubra o texto completo e mais imagens no site da Espiral do Tempo.