Versace Dylos: tempo de disco

21/04/2016 Comentar

A Versace puxou dos seus galões para lançar um modelo automático carregado de simbologia da marca italiana e que apresenta uma leitura do tempo pouco convencional graças à utilização de discos em vez de ponteiros. A versão ‘digital’ do Dylos conjuga símbolos da antiguidade clássica com uma moderna audácia geométrica, e alterna tons metálicos e dourados. O resultado é espetacular e não deixa ninguém indiferente: trata-se de um relógio que exalta o espírito Versace e que é limitado a 250 exemplares disponíveis para quem se orgulha de ser diferente.

Toque de criatividade
Ninguém consegue ficar indiferente às audaciosas criações da casa Versace. Mantêm a omnipresença da antiguidade clássica tão indissociável do universo criado por Gianni Versace, mas apresentam formas geometricamente mais puras e despojadas que seguem a trajetória delineada por Donatella Versace. O Dylos digital transparece valores tão caros à marca e tão antagónicos como a sobriedade e o anticonformismo, as linhas retas e as curvas.

Elementos de estilo
A Medusa, ícone incontornável da Versace, assume protagonismo central no meio do mostrador raiado, enquanto o tradicional friso surge destacado na luneta. Uma abertura de 120 graus revela dois discos contíguos — com graduação de horas e minutos para uma leitura vertical de cima para baixo — que são alimentados por um movimento de corda automática.


Força bicolor
A bracelete metálica prolonga a personalidade bicromática do Dylos, mas esquece as formas curvas patentes na caixa com 42 mm de diâmetro para se concentrar somente na combinação de retas. Está dotada de um fecho de báscula do tipo borboleta para maior conforto e segurança.

Descubra mais imagens do Versace Dylos no site da Espiral do Tempo.