Zeitwerk Striking Time: obreiro do tempo

09/11/2016 Comentar

Do triunvirato Zeitwerk (houve um quarto elemento, qual d’Artagnan, mas em edição limitada: o Zeitwerk Luminous) que consta na coleção regular da A. Lange & Söhne, o Zeitwerk Striking Time faz figura de ‘irmão’ do meio — tendo sido lançado entre o Zeitwerk original que inaugurou um visual completamente inédito no âmbito da alta-relojoaria e o Zeitwerk Minute Repeater de alargado campo sonoro que faz soar as dezenas de minutos e as horas. Também acústico, o Zeitwerk Striking Time é mais discreto: assinala, com um simples toque, a passagem dos quartos de hora e das horas.

Sistemas de proteção

O conceito de relógio mecânico digital foi várias vezes implementado no passado (sobretudo na década de 70, através de discos), mas sem a fiabilidade exigida. O Zeitwerk é mesmo o primeiro relógio mecânico que apresenta simultaneamente horas e minutos saltantes; se o sistema já exige muita energia, a função striking timerequer mais ainda. A equação ficou resolvida com um tambor de corda patenteado que faz saltar os três discos (um para as horas, dois para os minutos) e a precisão é assegurada pelo mecanismo patenteado do escape de força constante que ‘segura’ os algarismos até os fazer avançar no momento devido.

Martelos à vista

Bem visíveis às 4 e às 8 horas, os dois martelos vão puxando a culatra até que disparam no momento certo para dar uma dimensão acústica ao tempo: o martelo da direita bate a cada quarto, enquanto o da esquerda dispara à passagem da hora para oferecer uma tonalidade menos aguda. No fundo transparente em vidro de safira, pode ver-se o calibre de corda manual L043.2 com 528 componentes, criteriosamente decorado à boa maneira de Glashütte.

A força das proporções

Disponível na versão fotografada em ouro rosa com mostrador prateado ou na versão contrastante em ouro branco com mostrador preto à volta da placa central em prata alemã, o Zeitwerk Striking Time apresenta um diâmetro contemporâneo de 44,2 mm que é idêntico ao do Zeitwerk Minute Repeater, mas maior do que o do Zeitwerk original, cujo diâmetro é 41,9 mm. Já a espessura é de 13,1 mm, ou seja, menos 1 mm  que o Zeitwerk Minute Repeater e mais 0,5 mm que o Zeitwerk simples. O tamanho dá-lhe imponência e justifica-se com a inclusão do sistema acústico na periferia do calibre de base.

Mais informação e imagens no site da Espiral do Tempo.